Você já sentiu que, às vezes, um amigo(a) pode te levar junto com ele(a) para a ruína nos concursos?

As amizades que fiz ao longo dos estudos para concursos me aproximavam ou afastavam da aprovação. Isso parece acontecer com você também?

Digo isso porque, em muitos momentos, amigos foram cruciais para meu desenvolvimento enquanto outros quase me fizeram desistir. Basta uma pessoa para te contaminar!

O que quero mostrar aqui é minha experiência de como você pode ajudar seus amigos que fazem concursos e também ser ajudado por eles em momentos estratégicos e críticos no caminho da aprovação.

Se você tem algum amigo que está estudando para concursos similares aos seus, é possível fazer o seguinte:

1º- Metas semanais em conjunto:

Quando estudei para a Defensoria de Sergipe, tínhamos um grupo de 5 pessoas (foto abaixo) e nós definimos a meta de estudos da semana. Não vou entrar em detalhes na metodologia, mas definíamos 1 matérias por semana e os temas a serem estudados.

Lembre-se que estudar em grupo não é estudar em conjunto. Nós não estudamos em conjunto, tínhamos nossas metas em comum e nos reuníamos 1 vez por semana para realizar algumas atividades.

O fato de saber que outras pessoas tinham as mesmas metas que as minhas e que teríamos atividades no final da semana, me motivava a cumprir minha meta de estudos.

2º – Dia de Resolução de Questões

Uma das atividades que realizamos em conjunto era separar um dia para fazer simulado. Para que fosse o máximo produtivo possível, cada um dos integrantes levava 10 questões do assunto. Como eram 5 pessoas tínhamos 50 questões para resolver.

O interessante aqui era que as questões que eu levava, por exemplo, eram previamente estudadas e analisadas por mim. Assim, ao final do simulado, caso alguém tivesse dúvida em relação às questões selecionadas por mim, seria de minha responsabilidade explicar.

Isso gerava um compromisso de realmente estudar e entender 10 questões e eu ainda resolveria e entenderia o porquê de cada item das 40 questões do simulado, pois existia uma pessoas que estudou a fundo as outras questões.

3º – Apoio Emocional

Existe o amigo que dá apoio emocional, mas existe também aquele que te sabota. Ter ao seu lado pessoas que tem os mesmos objetivos, estão na mesma jornada e sabem o que você passa, permite um apoio que é difícil encontrar em outro lugar.

Muitas pessoas não entendem e não respeitam o que você está fazendo agora. Comigo foi assim também. Mas ao final tudo é recompensado. Esteja ao lado dos amigos corretos para que seu caminho seja melhor.

Espero que tenha podido colaborar com mais essa experiência pessoal. Você ainda pode baixar um Livro Gratuito / PDF com as Principais Estratégias e Técnicas que utilizei para ser Aprovado. Segue o link: www.metododeaprovacao.com.br

Grande Abraço,
Gerson Aragão

*PS: Se você ficou curioso(a) em saber qual o resultado desses estudos… Talita – Técnica do TRT, Mariana – Defensora no ES, Natalia – Analista do MP e Lorena – Defensora em SC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.