Desde os tempos de colégio, meu pai me dizia: “meu filho, você é simplista”. Era uma crítica, mas no fundo eu achava o máximo. Para mim, significava que eu estava conseguindo realizar algo com o mínimo esforço possível. Em minha cabeça “simplista”, era igual a “eficiência”.

Você nunca em sua vida fez algo de tal forma que fosse simples e, mesmo assim, resolvesse a situação?

Nem sempre eu conseguia ser eficiente, mas quando conseguia, a sensação era incrível. Você já sentiu isso?

Todos nós, em algum momento da vida, conseguimos realizar algo com real eficiência. Mas por que não levamos isso para todos os outros aspectos de nossa vida? E em CONCURSOS também.

Com o tempo percebi, que a eficiência (fazer mais com menos) é algo que está permeado em várias teses e teorias ao longo da história. Trago aqui 7 exemplos adaptados a provas e concursos. Espero que o ajudem a ser mais eficiente.

——————————————————————-

“Foque no que mais importa”

——————————————————————-

1- PRINCÍPIO 80/20 (Vilfredo Pareto – 1897): foque a maior parte do tempo e de sua energia nos temas mais importantes, aqueles que possuem uma maior probabilidade de serem cobrados. Ex: faça uma análise da provas, do concurso, da banca e do cargo desejado para priorizar os temas a serem estudados. Segue um exemplo prático em vídeo.

——————————————————————-
“Seja Eficiente”
——————————————————————-

2- PRINCÍPIO DO MENOR ESFORÇO (George Zipf – 1949): certas atividades que você faz te trarão mais resultados e minimizarão o seu trabalho. Ex: foque no conteúdo essencial da matéria, resuma para revisar com frequência e faça muitas questões.

——————————————————————-
“Identifique padrões”
——————————————————————-

3- TABELA DOS ELEMENTOS (Dimitri Mendeleev – 1817): identificou padrões para prever as propriedades de elementos que seriam descobertos no futuro. Ex: ao resolver questões encontre padrões de perguntas para poder criar outras similares. Veja um exemplo prático do que eu falo aqui neste vídeo:

——————————————————————-
“Elimine o que Prejudica”
——————————————————————-

4- REGRA DOS POUCOS VITAIS (Joseph Mose Juran – 1954): algumas poucas causas podem estar minando o seu tempo e produtividade nos estudos. Identifique-as e elimine-as. Ex: hábito de ver tv, ir para a cama com o smartphone ou até mesmo ler em voz alta ao estudar. Veja como isso funciona:

——————————————————————-
“Menos é mais”
——————————————————————-

5- POSSUA MENOS: tenha menos livros, menos canetas, menos vídeo-aulas, em suma, menos material. Isso vai te livrar da angustia de que sempre tem muito a fazer e decidir.

——————————————————————-
“Meça seus resultados”
——————————————————————-

6- TEORIA DO CONTROLE: monitore o que acontece de importante para tomar boas decisões e corrigir o seu trajeto nos estudos. Ex: monitore a evolução do seu desempenho e o avanço de suas metas.

——————————————————————-
“Valorize seu recuso mais escasso”
——————————————————————-

7- PRINCÍPIO DO TEMPO MÍNIMO (Pierre de Fermat – 1660): valorize o seu recurso mais escasso. Se for o tempo, utilize estratégias de produtividade nos estudos, por exemplo.

Gostou das dicas? Deseja mais Técnicas e Estratégias para Concursos? Baixe meu Livro Digital Gratuito em PDF neste link: www.metododeaprovacao.com.br

Grande Abraço,
Gerson Aragão.

#gersonaragao/artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.